O Engenheiro Químico possui um leque de conhecimentos das diversas áreas educacionais e profissionais.

    O Engenheiro Químico é eclético.

    Existem diversos caminhos a escolher dentro deste imenso campo da Engenharia, e ser um profissional desta área significa poder atuar, dentre os diversos ramos, como:

 

Engenheiro de Processos e Produção Dentro de um Indústria do ramo, você pode atuar no gerenciamento d a produção, melhorando a eficiência dos equipamentos e instalações, economizando energia e otimizando processos.
Engenheiro de Projetos Dentro de uma Empresa de Consultoria, por exemplo, você pode atuar projetando instalações, na Assistência Técnica Industrial, na área de compra e venda técnicas de equipamentos e produtos específicos da Indústria Química. É a área Financeira do ramo. 
Engenheiro Ambiental Você pode atuar cuidando da saúde  e da vida  com tratamento de resíduos industriais. É a área do tratamento de poluições por terra, ar e mar/rios .
Bioengenharia  Voce pode atuar na área biológica utilizando de produtos naturais ativos/vivos em reações químicas com finalidade em encontrar, por exemplo, algum tipo de filtro biológico para tratamento de resíduos.

Engenheiro de Alimentos

Você pode atuar na área de alimentos averiguando as conformidades do produto, quantidades aceitáveis por normas internacionais de impurezas, por exemplo.
Controle de Qualidade Você pode atuar verificando o grau aceitável de cada produto a ser levado ao consumidor final, como por exemplo as tampas da garrafa PET de Coca-Cola não podem estar danificadas.
Pesquisa e Desenvolvimento Dentro de um Indústria do ramo, você pode atuar na área dos Cientistas, desenvolvendo novos produtos que poderão ser empregados nos grandes processos da Indústria. 

 

 

    O Engenheiro Químico tem por função elaborar, executar e controlar projetos de instalação e expansão de indústrias químicas. 

    Cabe-lhe também organizar, dirigir e fiscalizar a produção de materiais para a fabricação de produtos químicos, bem como pesquisar a transformação físico-química das substâncias reduzindo-as a escalas comerciais - por exemplo, a fabricação de produtos químicos derivados de petróleo, metais, minérios, produtos alimentares e sintéticos. 

  Investir na informática aplicada ao projeto e produção industrial e no controle e automação dos processos.

    O Engenheiro Químico atua na solução de diversos problemas relacionados com a defesa do meio ambiente, através do tratamento de resíduos industriais, na área de biotecnologia, fontes de energia, materiais cerâmicos, petroquímica, papel e celulose, processamento de alimentos e produtos de química fina.

    Seus campos de atuação mais frequentes são as indústrias dos setores de:

 

Química e Petroquímica

        Açúcar e Álcool

                Fármacos e Química Fina

                        Alimentos e Bebidas

                                Papel e Celulose

Materiais de Construção, Plásticos, Refratários e Cerâmicos

        Fertilizantes

                Tintas e Vernizes

                        Cosméticos e Perfumes

 

    O exercício da profissão de Engenheiro Químico é regulado pela lei federal 5.194, de 24 de dezembro de 1966, a mesma que regulamenta a profissão do arquiteto e do engenheiro agrônomo. Essa lei foi regulamentada pelo decreto federal 620, de 10 de junho de 1969.

    Para uma visão mais detalhada sobre Engenharia Química, consulte o link para a ABEQ.    

    Pela própria natureza de sua formação, que combina princípios da matemática, química, física e biologia com técnicas da engenharia, os profissionais da Engenharia Química têm sido considerados um dos mais versáteis de todos os engenheiros.

 

Voltar                      Opiniões